Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘como denunciar maus tratos’ Category

Não sabemos onde foi encontrada, IMG_8029 (1)Sabemos apenas que
Uma “cliente” a deixou num petshp de Perdizes com a  funcionária  dizendo que não tinha como ficar com ela ontem, e que viria hoje buscar e adotar. Por fim não ligou e nem apareceu. Graças as câmeras de segurança  a pessoa foi identificada ,posteriormente  tentamos fazer contato e saber maiores informações.Não conseguimos, enfim é um abandono seguido de abandono. Ela deve ter um ano e meio no máximo, não é castrada.  Se você  sabe quem é a dona   desta cachorrinha ou pode fazer uma ADOÇÃO POSSE RESPONSÁVEL . por favor faça contato conosco  98133-2398.IMG_8030 (1)

Read Full Post »

Postado por Fátima ChuEcco

 

Outro dia assisti uma matéria na TV Aberta que me fez ver como apesar dos atrasos na medicina, tem gente na vanguarda, abrindo caminho para novos métodos e desatolando a mente de uma ciência arcaica. Fiquei sabendo, por exemplo, que na faculdade de medicina veterinária da USP, não se usa mais cobaias. A diretora do curso explicou que os alunos viviam sob intenso estresse e desgaste ao ver os animais saudáveis sendo sacrificados o que, aliás, contradiz a própria missão da profissão que é a de salvar vidas. Ela comentou que esse estresse sumiu ao ser adotado novo método de ensino.

foto boa olho no olho

A USP utiliza também cadáveres doados pelos donos dos animais tratados no hospital veterinário da faculdade. Eles podem ser usados muito mais vezes que um animal vivo que só dura até o dia do experimento. Foi comentado que era comum (e ainda é em algumas faculdades) mostrar a reação de um animal submetido à estricnina. O bicho ficava convulsionando na frente dos alunos apenas para provar que tinha sido envenenado. Há séculos se sabe q a estricnina é venenosa e não tem a menor lógica submeter vidas ao veneno para que os futuros médicos e veterinários saibam disso.

 

 

Um dos professores menciona que um argumento usado pelos médicos tradicionais é que os alunos precisam ver ao vivo sangue, veias, órgãos internos, mas isso é feito no último ano e durante o estágio com situações reais nos hospitais e pronto-socorros. Além disso, o curso da USP utiliza modelos simuladores desde o primeiro ano, o que possibilita os alunos a testarem reações e conhecerem perfeitamente o corpo por dentro desde cedo.

 

Filósofos falaram sobre a delicada questão de ensinar a salvar vidas matando outras em vão… e digo em vão porque os testes não precisam usar cobaias. Esse tempo já passou e a medicina só pode evoluir se investir em novos métodos e conceitos. Ao meu ver, uma forma de conseguir bons veterinários é no atendimento real de animais que precisam de ajuda. Se todas as faculdades de veterinária criassem parcerias com hospitais públicos, muitos bichinhos carentes poderiam ser salvos e os alunos teriam aula em ambiente real.

ratinho para editar

 

Um dos entrevistados do programa conta que, quando era aluno de veterinária, sequestrou um cachorro-cobaia da mesa de cirurgia e que aquilo mexeu com o íntimo dos demais alunos e tb dos professores. Não foi um ato de vandalismo – ele conta. Mas uma maneira de tentar chamar a atenção das pessoas para o que estavam fazendo com animais indefesos e que não acrescentaria em nada no aprendizado, muito pelo contrário, criava desconforto.

 

Qual é a sensação que mais tememos na vida? Acho que é a dor física. Nem o frio, nem o calor são tão insuportáveis quanto a dor física de um corte, de uma queimadura, de uma interferência qualquer na carne ou em um de nossos órgãos. Se os animais sentem frio e calor, também sentem dor. Isso é incontestável. Logo… o que as faculdades de medicina e veterinária fazem é gerar “dor” (muitos dos testes são sem anestesia)…. dor desnecessária e, portanto, cruel. E mesmo quando há uso de anestesia, essas cobaias sofrem cada instante de seu isolamento, pressentindo o pior e vivendo angústia e medo – outras amoções tb incontestáveis nos demais animais.

No processo evolutivo da medicina as cobaias foram, em determinada época, a única opção em que os pesquisadores podiam pensar. Mas estamos no século XXI e hoje há muitas outras opções. Basta abrir a mente e sair da areia movediça que mantém a vivissecção na ativa.  O melhor é treinar salvando e há muitos animais esperando serem salvos.

 

DICA DE LEITURA SOBRE O TEMA:

“O ÚLTIMO TESTE” de Ricardo Laurino – trata justamente da questão do uso de animais em faculdades e laboratórios com uma suposta solução narrada em meio a muita ação e suspense.

 

Postado por Fátima ChuEcco

Read Full Post »

Massacre de CÃES em Wan Chuan

Postado em 16 de Março de 2007

Wan Chuan ,na província de Shichuan,  está se preparando  para matar todos os seus cães. Desde setembro de 2006 houve 3 mortes  de pessoas por raiva , e nos últimos dias ocorreu mais uma  morte pela mesma causa. Assim o governo local de Wan Chuan resolveu matar todos os seus cachorros começando no dia 16 de março ,hoje todos os cães de Wan Chuan , são milhares serão caçados e sumáriamente executados, independentemente de serem animais de estimação de familias ou cães de guarda e por mais mansos que sejam.Ai-Weiwei-6

As pessoas criam cachorros , que vivem em contato próximo  com os seres humanos e assim se tornam seus companheiros. Em outros países os cachorros aparecem frequentemente na TV: Reagan, Clinton e a família dos dois Bush apareceram na TV acompanhados  do cão da família Esses governos sabem como montar um espetáculo ou pelo menos sabem que precisamos ver o homem interagir com os outros animais  para  demonstrar sua natureza humana. Poucos dias atrás  a Russia e a Alemanha mantiveram uma serie de conversações, e as matérias na Alemanha destacaram o enorme cachorro negro de Putin- o tipo que a legislação  chinesa quer exterminar- em primeiro plano, tendo no fundo os dois dirigentes: o dono do cão e seu convidado.

Os chineses não acreditam em espíritos,  fora os apertos de mãos, não faram nada para a mídia. As fotos robóticas , previsíveis, não mudam há 50 anos, tudo o que se precisa fazer é mudar o dirigente, e ninguém se cansa disso.

Além do mais, o governo deveria ser o cachorro do povo.  O que é o Governo ? No vernáculo simples, o governo deveria ser o cachorro do povo, e há apenas dois tipos de governo no mundo, cães de guarda e cães de estimação.O governo dos Estados Unidos encarna dois tipos de cães; é servil para os norte americanos e  feroz para os outros povos. Obviamente há também o oposto, cães esquizofrênicos , governos que põem o rabo entre as pernas quando vêem forasteiros e mordem apenas seus senhores. Se as pessoas têm medo do seu governo, então esse governo –cão esta louco, porque um bom governo é o bichinho de estimação  dos seus cidadãos ; mesmo amar ate á morte seus cidadãos  não seria um excesso. Wan Chuan

 A relação de qualquer bom governo com seu povo é igual à de um cão com o seu dono: se um dono indica o leste, é proibido ir a oeste.

Mas na China parece que o governo nunca  entendeu isso, porque esse cão esta sempre na posição do dono e tentando tomar   decisões em nome dos seus cidadãos que foram espancados e até aleijados pelo governo.embora as coisas sejam assim, pouquíssimos donos tentam exterminar seus cães,porque os seres humanos são bons, racionais, solidários e compassivos. Mesmo se um governo fere seu povo, não é necessário  um mau governo; talvez ele seja estúpido ou tolo,ou talvez seja apenas insensível e irracional.Esse tipo de governo também pode existir.

Um bom governo precisa aprender  com os animais de estimação, brincar com seus cidadãos e com isso tornar seus donos  jubilosos a ponto de esquecerem suas preocupações. Somente assim podemos comer e beber o que nos cabe numa sociedade harmoniosa.”images

o texto acima faz parte do livro” O Blogue de Ai Wei Wei  , Ai+WeiWei+poy_r2_1226escritos entrevistas e arengas digitais , 2006-2009″  Editado pela Martins Fontes.  Algumas pessoas acham que a internet é um passatempo Ai Weiwei vê nela um poderoso meio de MUDANÇA SOCIAL. A internet não o transformou num ativista, mas possibilitou seu ativismo numa escala exponencial maior. Calcula-se que na china haja mais de 50 milhões de blogues, ninguém pode negar o crescente poder da internet na formação da opinião pública e na promoção do desenvolvimento da sociedade civil. Na chinas as informações disseminadas nos blogues desfrutam  de credibilidade singularmente alta porque ao contrário do que acontece  no mundo  , a mídia  antiquada do continente  é totalmente controlada, suscetível a blecautes de informações  .. Os textos de Ai Weiwei têm implicações ativistas, e revelam opiniões progressistas e humanitárias, cobrindo temas variados de forma abrangente, que vão desde evolução até direitos dos animais.images (2)images (1)2014-02-01 13.30.20

  • Ai Weiwei é um artista chinês, designer arquitetônico, artista plástico, pintor, comentarista e ativista social. nasceu 

Read Full Post »

Fiquem atentos, viu alguém abandonar seu animal de estimação, anote placa, fotografe, filme “tire o animal do local de perigo” e DENUNCIE!!!
Só que não adianta só ser paparazzi também, faça algo, não deixe o animal na rua, pois do contrario vc será conivente com aquela situação de abandono, animal na rua é sinônimo de morte!!!
1476471_685416714822190_1896319397_n
Amigos,  NÃO ABANDONE SEU AMIGO E COMPANHEIRO, procure deixar com um amigo, parente, vizinho, peça para alguém cuidar dele em sua casa, leve ele junto, pague alguém para cuidar, deixe em um hotelzinho, abrigo…
Tem várias opções, só NÃO ABANDONE!!!
ABANDONO É CRIME!!!“Abandono e maus tratos à animais é crime. A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais) e o Art. 164 do Código Penal, prevê o crime de abandono de animais para aqueles que introduzirem ou deixarem animais em propriedade alheia.

Read Full Post »

1377422_624797314232187_843062611_nDENUNCÍE !

Read Full Post »

1011958_515259681879847_2026465028_n
Decreto foi assinado pelo governador nesta segunda-feira. O governador Geraldo Alckmin criou nesta segunda-feira, 22 de julho de 2013, a delegacia especializada na investigação de maus tratos contra animais. Por meio de decreto, criação da Divisão de Investigações sobre Infrações de Maus Tratos a Animais e demais Infrações contra o Meio Ambiente passa a valer a partir de terça, 23, quando o decreto será publicado no Diário Oficial do Estado.
Ou seja, já está valendo!

A criação da delegacia atende a reivindicação de entidades ligadas à luta pela proteção dos animais. A Divisão criada por Alckmin ficará responsável pela investigação de crimes de abusos, maus tratos e demais atos de crueldade contra animais, além de outras infrações contra o meio ambiente cometidas no Estado de São Paulo.

Do Portal do Governo do Estado

Read Full Post »

Comissão da Câmara torna crime maus tratos contra cães e gatos

03/07/201309h26

do UOL, em São Paulo

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara aprovou na terça-feira (2) um projeto que criminaliza maus-tratos praticados contra cães e gatos, segundo a “Folha de S. Paulo”.Morfi Jiménez

O texto segue para votação no plenário da Câmara. Pela proposta, quem provocar a morte dos animais será punido de 3 a 5 anos de prisão. Para quem cometer crime culposo (sem intenção), a punição será de três meses a um ano, além de multa.

Se a morte do animal for provocada por veneno, fogo, asfixia, espancamento, arrastamento, tortura ou outro meio cruel será considerado como situação agravante, elevando a pena de 6 a 10 anos de prisão. O projeto prevê ainda a aplicação da pena em dobro se o crime for cometido por duas ou mais pessoas ou pelo proprietário ou responsável pelo animal.

Há ainda punição para quem deixar de prestar assistência ou socorro a cão ou gato, promover luta entre cães.

Atualmente, a Lei 9.605/88 prevê sanções penais e administrativas a condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. De acordo com essa lei, os maus-tratos contra animais silvestres, domésticos ou domesticados devem ser punidos com detenção de 3 meses a um ano, e multa.

O período de detenção é aumentado de um sexto a um terço, se o animal morrer. Sofre a mesma pena quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos

 

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: