Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘vacinação’ Category

Hoje levamos os Amigos do Clube da Mancha a  MagrelaDSC_7553 - Cópia , o Lobão,  DSC_7554a Wandinha e a Juju  para serem vacinados contra a RAIVA na   Campanha de Vacinação Gratuita  contra a Raiva DSC_7557 - Cópiapara Cães e Gatos no Município de São Paulo aqui   no EMEI S. Dumont  á Rua Diana, 250 no Bairro de Perdizes DSC_7560 - Cópia. A aplicação da vacina  foi  gratuita e  é obrigatória para cães e gatos, conforme lei municipal nº 13.131/01. As seringas e agulhas são descartáveis.  Um Agente da prefeitura ainda nos acompanhou e vacinou tambem a Neguinha ,o Doguinho, a Nina, o Preto,o Baltazar e a Pequena cachorros que vivem com seus donos em situação de rua e que acompanhamos com nosso trabalho.Todos eles ja tinham sido DSC_7562 - Cópia anteriormente vermifugados  castrados e  vacinados tambem com a V8. A Campanha de Vacinação contra a Raiva para Cães e Gatos no Município de São Paulo teve início no dia 19 de agosto e  vai até 1º de setembro, 1,2 milhões de doses da vacina estarão disponíveis.  Se você ainda não foi ainda dá tempo, amanha  vai ter um posto de vacinação na Pç Cornélia  das 9 ás 17h, ou Consulte seu veterinário 

 

A raiva é uma doença transmissível. É caracterizada pelo contágio direto, ou seja, através de mordida, arranhões ou lambedura de cães, gatos ou morcegos infectados. “A adesão da população à Campanha é importante para que a Raiva permaneça sob controle. Desde 1981 não há registro de nenhum caso de Raiva transmitida a seres humanos, por cães ou gatos”, explica a dra. Rosane Correa de Oliveira, gerente do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). No ano todo de 2012 foram vacinados 971.684 animais

Todos os cães e gatos com mais de três meses de idade devem receber a vacina – inclusive as fêmeas que estiverem amamentando, prenhas ou no cio -, exceto os doentes (animais com diarréia, secreção ocular ou nasal, sem apetite, convalescentes de cirurgias ou outras enfermidades).

A vacinação é a medida mais importante para a prevenção e controle da doença. Outras medidas também são importantes, tais como:

  • Manter o animal domiciliado e levá-lo para passear somente com coleira e guia evitando contato com outros animais desconhecidos;
  • Não mexer em cães e gatos desconhecidos para prevenir agressão;
  • Ao ser mordido ou arranhado por um cão ou gato lave bem o local com água e sabão e procure orientação médica na Unidade de Saúde mais próxima;
  • Em especial para os felinos, deve-se cuidar para que não saiam à noite para locais abertos. Isso evita que o contato com morcegos.

A aplicação da vacina é gratuita e obrigatória para cães e gatos, conforme lei municipal nº 13.131/01. As seringas e agulhas são descartáveis.

Confira a relação completa dos postos de vacinação. Os postos funcionarão das 9h às 17h.

Anúncios

Read Full Post »

Share

Vacinação contra a Raiva em Cães e Gatos 2013 – de 19 de agosto a 01 de setembro

Ao todo, serão 2.108 postos volantes de vacinação, sendo 21 em endereços fixos

spera da menina Alemã Loretta Lux

Campanha de Vacinação contra a Raiva para Cães e Gatos no Município de São Paulo terá início no dia 19 de agosto. Na ação, que vai até 1º de setembro, 1,2 milhões de doses da vacina estarão disponíveis.

A cidade contará com 2.108 postos volantes de vacinação, sendo 21 em endereços fixos. O serviço é gratuito e o proprietário deve se lembrar de transportar seu animal doméstico de forma adequada: cães na coleira e guia, e gatos, em caixas de transporte ou similar apropriado para evitar fugas e acidentes.

A raiva é uma doença transmissível. É caracterizada pelo contágio direto, ou seja, através de mordida, arranhões ou lambedura de cães, gatos ou morcegos infectados. “A adesão da população à Campanha é importante para que a Raiva permaneça sob controle. Desde 1981 não há registro de nenhum caso de Raiva transmitida a seres humanos, por cães ou gatos”, explica a dra. Rosane Correa de Oliveira, gerente do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). No ano todo de 2012 foram vacinados 971.684 animais

Todos os cães e gatos com mais de três meses de idade devem receber a vacina – inclusive as fêmeas que estiverem amamentando, prenhas ou no cio -, exceto os doentes (animais com diarréia, secreção ocular ou nasal, sem apetite, convalescentes de cirurgias ou outras enfermidades).

A vacinação é a medida mais importante para a prevenção e controle da doença. Outras medidas também são importantes, tais como:

  • Manter o animal domiciliado e levá-lo para passear somente com coleira e guia evitando contato com outros animais desconhecidos;
  • Não mexer em cães e gatos desconhecidos para prevenir agressão;
  • Ao ser mordido ou arranhado por um cão ou gato lave bem o local com água e sabão e procure orientação médica na Unidade de Saúde mais próxima;
  • Em especial para os felinos, deve-se cuidar para que não saiam à noite para locais abertos. Isso evita que o contato com morcegos.

A aplicação da vacina é gratuita e obrigatória para cães e gatos, conforme lei municipal nº 13.131/01. As seringas e agulhas são descartáveis.

Confira a relação completa dos postos de vacinação. Os postos funcionarão das 9h às 17h.

Para mais informações sobre a campanha, postos, locais e data de vacinação, entre em contato com o 156.

Recomendações para o dia da vacinação

– Todos os cães devem estar com coleira e guia. A focinheira é obrigatória em animais bravos;

– Gatos são mais assustados e devem ser levados em caixas de transporte ou similar, evitando fugas ou acidentes;

– Somente adultos com condições de conter os animais devem conduzi-los ao local de vacinação

Read Full Post »

Secretaria da Saúde realiza Semana de Mutirões de Identificação, Registro e Vacinação de Cães e Gatos

Durante esta semana, a Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa) promove mutirões de identificação, registro e vacinação de cães e gatos da cidade de São Paulo. Os mutirões serão realizados no Centro de Controle de Zoonoses e em seis Supervisões de Vigilância em Saúde (Suvis).

 

 

A Coordenação de Vigilância em Saúde (COVISA) promove entre esta segunda-feira e sábado (24 a 29 de setembro), das 9h às 17h, mutirões de identificação, registro e vacinação de cães e gatos da cidade de São Paulo.

 

Os mutirões serão realizados em seis Supervisões de Vigilância em Saúde (Suvis) – Aricanduva, Butantã, Cidade Ademar, Ermelino Matarazzo, Guaianases e Freguesia do Ó –, e também no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

 

O objetivo da ação é promover a guarda responsável dos animais e incentivar seus donos a mantê-los em local próprio para o tamanho e a espécie, com disposição de abrigo, fornecimento adequado de água, alimento e cuidados veterinários.

 

Os cães devem ser levados aos mutirões com coleira e guia, e os gatos, em caixas de transporte. Os donos devem levar também documentos pessoais, como RG, CPF e comprovante de residência no próprio nome – moradores da cidade de São Paulo necessariamente.

 

A vacinação é gratuita, mas estará vinculada à realização do Registro Geral Animal (RGA), inclusive para aqueles animais já registrados em outra ocasião. A taxa pública referente ao registro é de R$ 4,50 e inclui a implantação do microchip.

 

Antes de levar seu animal ao mutirão, o dono deve procurar uma das SUVIS, nos dias 25 e 26, para pegar a guia de arrecadação a ser paga em qualquer agência bancária. No dia 27, já com o pagamento efetuado, o proprietário poderá levar seu animal para receber vacina, implantação de microchip e emissão do RGA. No CCZ, todos os serviços podem ser realizados no mesmo dia.

 

RGA

 

O Registro Geral Animal (RGA) é necessário para a identificação dos cães e gatos, auxiliando na localização dos que eventualmente se percam. Ao efetuar o RGA, dados do animal e de seu proprietário passam a compor um banco de informações, com as quais o CCZ pode contatar os donos de cães e gatos localizados nas ruas da cidade.

 

A plaqueta de identificação é fornecida no ato do registro e deve estar permanentemente afixada à coleira dos animais. Além dela, a implantação de um microchip sob a pele permite a identificação permanente do animal, caso a plaqueta não esteja presente. O RGA é exigido por lei, desde 2001, para cães e gatos do município de São Paulo.
Serviço

 

Semana de Mutirão de Identificação, Registro e Vacinação de Cães e Gatos da cidade de São Paulo

Data: até 29 de setembro
Horário: 9h às 17h
Endereços

 

Suvis Aricanduva
R. dos Trilhos, 869 – Mooca
Tel: 2692-0644
Segunda a Sexta: 8h30 às 17h.
Suvis Butantã
Av. Caxingui, 656/658 – Jd Caxingui
Tel: 3721-7698
Segunda a Sexta: 9h às 16h.
Suvis Cidade Ademar/ Santo Amaro
R. Mª Cuofono Salzano, 185 – Jd. Sto Antoninho
Tel: 5671-4224
Segunda a Sexta: 9h às 15h.
Suvis Ermelino Matarazo
Av. São Miguel 5977 – São Miguel
Tel: 20426018 R 218
Segunda a Sexta: 8h às 12h.
Suvis Guaianases
R. Hipólito de Camargo, 180 – Guaianases
Tel: 2553-2833
Segunda a Sexta: 9h às 15h.
Suvis Freguesia do O Brasilândia
R Chico de Paulo, 238 Nossa Senhora do Ó
São Paulo, SP, 02926-000
Tel: (11) 3931-7422
Centro de Controle de Zoonoses
R. Sta. Eulália, 86 – Santana
Tel: 3397-8900
Segunda a Sexta: 9h às 17h / Sábado: 9h às 15h.

 

Mais informações: 3397-8900

Read Full Post »

Dra Amélia Oliveira  veterinária , veja mais  www.veterinariosnaestrada.com.br , nos disse dos cuidados que temos que ter com a vacinação  …” Amigos , informação é tudo….. Há mais ou menos uma semana coloquei um aviso sobre a vacinação antirrabica da prefeitura.Todos sabemos que a Raiva é fatal, etc, etc, etc….. mas…. existe a necessidade de responsabilidade nestas campanhas, não duvido e nunca duvidei da seriedade dos profissionais envolvidos na organização e divulgação das campanhas de vacinação, mas, vejam como são os comprovantes das vacinas…..(FOTO) este comprovante é de uma cliente que trouxe sua cachorrinha com sintomas neurologicos, sem preenchimento, sem data, e SEM O SELINHO DA VACINA RABISIN….. como eu disse antes, já vieram 5 casos de animais com sintomas neurologicos, o Fabio Giordano me disse hoje, que está com dois casos de cães com sintomas neurologicos após 10 dias da vacinação, outro Urasp Fabio Ribeiro Freire relatou que presenciou varios animais com sintomas neurologicos e dois falecimentos…… bem… entendo que a vacinação é essencial para a saude publica, mas, alerto que as pessoas devam ter algumas informações que irão ajudar a prevenir problemas;
– veja se as vacinas estão acondicionadas devidamente
– se usam seringas e agulhas únicas, ou seja, que elas sejam abertas na sua frente
– exija a colocação do selo do frasco da vacina, se for o frasco multidose, aquele frasco grande, o laboratorio fornece 20 doses e 20 selos de garantia. Isso é importante pois contém informações sobre a data de fabricação e o numero do lote da vacina,ASSIM SABEMOS A PROCEDENCIA DA VACINA.
– a vacina deve ser aplicada, de preferencia via subcutanea, se for intramuscular, tenha certeza de que a pessoa sabe aplicar, pois alí pertinho passa o nervo CIÁTICO, que é responsavel pelos movimentos das patas trazeiras, quem já sofreu com dor no CIÁTICO SABE o que é isso.
– se o cachorro ou gato apresentarem algum sintoma até 10 dias após a vacinação, procure imediatamente uma clinica veterinaria mais proxima de sua casa, não de nenhuma medicação por conta propria. Estou a disposição para mairoes esclarecimentos…..

Read Full Post »

Share

A Campanha acontece entre os dias 21 de maio a 3 de junho

 

A Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa), da Secretaria Municipal da Saúde, realizará a Campanha de Vacinação Contra Raiva em Cães e Gatos por meio do seu Centro de Controle de Zoonoses e das Supervisões de Vigilância em Saúde (Suvis), no período de 21 de maio a 3 de junho de 2012.
A meta é imunizar cerca de um milhão de animais, entre cães e gatos. A adesão da população à Campanha de Vacinação Contra Raiva é importante para que a doença permaneça sob controle.
Donos responsáveis devem levar seus animais para serem vacinados, que é também uma demonstração de carinho e proteção. Cães e gatos, quando bem cuidados e vacinados, refletem melhores condições de vida, tanto para o homem como para o animal, prevenindo doenças.
Raiva: vacinar é prevenir
A raiva é uma doença transmissível tanto para outros animais como para o homem. A transmissão ocorre pelo contágio direto, como mordidas, arranhões ou lambedura de cães, gatos, morcegos ou outros mamíferos infectados. Nos centros urbanos é muito importante vacinar tanto gatos quanto cães que por terem o hábito de caçar, estão mais expostos, podendo entrar em contato com morcego infectado e, dessa forma, contrair e transmitir a doença.
Quem deve ser vacinado A campanha é destinada aos cães e gatos, acima de três meses de idade, inclusive as fêmeas que estiverem amamentando, prenhes ou no cio. A aplicação da vacina é realizada com seringas e agulhas descartáveis. Obrigatória para cães e gatos, conforme lei municipal nº 13.131/01, a vacinação é gratuita.
Postos de vacinação
Ao todo serão 2.064 postos de vacinação, espalhados pela cidade (logradouros públicos como praças e esquinas de avenidas), que estarão sinalizados com uma faixa indicando o dia da vacinação naquele local, além de outros 17 postos fixos. O horário de vacinação será das 9 às 17 horas. Mais informações pelo telefone 156.
Recomendações para o dia da vacinação
– Cães dóceis devem estar com coleira e guia, serem conduzidos por pessoas com tamanho suficiente para controlá-los e contê-los na hora de tomar a vacina;
– Somente adultos com condições de conter os animais devem conduzilos; crianças não devem levar os animais para vacinar;
– Animais bravos devem estar com focinheira para não oferecer nenhum risco de agressão ao proprietário ou outras pessoas;

 

– Gatos são naturalmente muito assustados e devem ser levados em caixas de transporte ou similar, para que se evite fugas ou acidentes;

 

– Animais doentes não devem ser vacinados. Exemplos: animais com diarréia, secreção ocular ou nasal, sem apetite, animais que estão convalescendo de cirurgias ou outras enfermidades.
Posse responsável
– O dono responsável e consciente cuida da vacinação e vermifugação do seu cão ou gato.
– A guarda responsável compreende dar abrigo confortável, protegido do sol, chuva ou vento, com espaço para deitar e rolar. Os gatos preferem locais altos e aconchegantes.
– A alimentação deve ser à base de rações apropriadas, de acordo com a espécie e idade do animal. A água deve ser mantida à vontade, limpa e fresca.

 

– Todo dono deve recolher as fezes de seu cão ou gato nas ruas, calçadas e parques. É uma atitude de cidadania e obrigatória por lei.

 

– Castrar é um método eficaz e saudável, que previne crias indesejáveis, diminuindo o abandono.
Serviço
Postos fixos durante a campanha:
CCZ – Centro de Controle de Zoonoses
Rua Santa Eulália, 86 – Santana
Informações: (11) 3397-8900 / 8901
SUVIS Parelheiros
Rua Cristina Schunck Klein, 23 – Parelheiros
Informações: (11) 5920-2779

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: