Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘animais em viagem’ Category

Com quase 200 mil seguidores, Maddie é a cadela mais famosa do Instagram. Isso porque ela tem habilidades acrobáticas e consegue ficar em cima de qualquer objeto, tal como aro de basquete, bicicleta ou mesmo um pneu – uma flexibilidade e equilíbrio de dar inveja a qualquer cãozinho.Cadela Maddie, sucesso no Instagram, “andando” de bicicleta (Foto: Reprodução/This Wild Idea)maddie-montando-no-cavalo

No Instagram “This Wild Idea” (“Essa ideia louca”, em português), Maddie, da raça Coonhound, aparece fazendo coisas consideradas corriqueiras… Para humanos! Por exemplo: a cadela, de dois anos e meio, toma café, fala ao telefone, corta a grama, toca piano e muito mais.maddie-se-equilibrando-ente-dois-pedacos-de-tronco

Theron Humphrey, fotógrafo e dono dessa adorável cadela, conheceu Maddie em um abrigo para animais em Atlanta, nos Estados Unidos, enquanto estava na estrada para fazer o projeto “Essa ideia louca”. A iniciativa consistia em viajar durante um ano por 50 estados em busca de histórias para fotografar maddie-em-cima-das-pessoas-como-se-fosse-uma-lider-de-torcidae documentar em um site. O projeto, aliás, só foi possível com a arrecadação de US$ 15.990 mil (cerca de R$ 32 mil) no Kickstarter.maddie-tomando-cafe-

No decorrer do projeto, Humphrey descobriu as habilidades de Maddie quando colocou a cadela em cima de seu caminhão para tirar uma foto. Ele percebeu a facilidade e o equilíbrio que ela tinha e resolveu experimentar outras coisas para que ela pudesse fazer acrobacias. A partir disso, o fotógrafo começou a postar fotos da cadelinha no Instagram para os seus amigos se divertirem.

O que Humphrey não sabia era o sucesso que Maddie teria na Internet. A fama dela alavancou o projeto e ainda rendeu o site “Maddie on Things” (“Maddie em cima de coisas”, em português) e o livro de mesmo nome. A próxima jornada dos dois é viajar por 50 estados divulgando a obra. Além disso, a cadela ainda inspirou o fotógrafo a criar o projeto “Why We Rescue” (“Porque nós resgatamos”), com a história de animais resgatados e como eles são felizes atualmente.

Veja abaixo algumas fotos da Maddie:

Read Full Post »

Nossa amiga  Lily chegou . Ela  saiu da Alfonso Bovero  dia 11 de Maio  com  o Orlando de BICICLETA   e foi até  ITABERABA na Bahia e voltou esta semana  dia 8 de Agosto de onibus   .Só hoje é que a encontramos .Como mostram as fotos tiradas há um tempo atras e a de hoje  estamos preocupados com a Lily.

Sérgio Di Sevo já conseguiu passar com a Lily por consulta na  veterinária Dra.Silvia do  PetdogCare hoje,Passou por  consulta completa. Cuidamos do olho que esta bem inflamado,foi receitado o uso de  colírio de 6 em 6h. Ela está com colar protetor no pescoço para não coçar o olho. A barriguinha dela está muito sensível e não se pode nem encostar o dedo que dói. A médica pediu que que seja feito um ultrassom do abdomen,  que ja vamos fazer na segunda feira. Precisamos ver se é tumor ou algum machucado por dentro da barriga. Foi feita  uma aplicação  de buscopan para a dor. O ouvido dela está com fungos.A Lily é forte mas  passou por uma grande aventura, mas logo  vai estar boa  porque agora está em casa de  novo , e sabe que todos nós gostamos  e precisamos dela.

DSC_6975 - Cópia

Read Full Post »

Nossa amiga  Lily está chegando . Ela  saiu da Alfonso Bovero no sábado dia 11 de Maio depois de se despedir dos amigos e deixar muitas saudades, com  o Orlando de BICICLETA  a caminho  de ITABERABA na Bahia   .  Eles estão voltando  a SÃO PAULO  agora  de ônibus. Vão sair de lá amanhã dia 6 de Agosto e devem chegar por aqui na Quarta Feira dia7 de Agosto de ônibus. informações fornecidas por Sérgio Di SevoDSC_5236

Read Full Post »

CONHEÇA A ROTA QUE LILY ESTÁ TRAÇANDO NO MAPA ABAIXO.DSC_5236

 CAM00001


30/07/2013
Consegui contato.Graças a Deus eles chegaram na cidade. Está tudo bem. Contudo ele está desanimado.A casa dele não está mais lá porque foi levada pela enxurrada. Ele vai ver se há alguma coisa que o pai tenha deixado para ele. Ele está sem dinheiro nenhum e está pedindo ajuda. Hoje vamos enviar + dinheiro para ele porém ele vai precisar mais,porque ele vai voltar para São Paulo de ônibus. Por favor peça ajuda de todos
20/07/2013   Falei com eles agora 13h . Eles estão em Maracás. Falta somente 180km para chegarem. Segunda Feira eles  estarão em casa.
15/07/2013Falei com eles agora,13,00h. A Lili está bem e ele também. Ela tomou banho. Fiz mais uma remessa de dinheiro. Eles estão em Brumado-BA, faltando 350 km para eles chegarem em casa.Penso que no máximo em 3 dias finalmente eles já estarão lá.
08/07/2013 Falei com o Sr. Orlando dia 08 de julho. Já estavam no estado da Bahia. Disse que faltava somente 5 cidades para chegar na casa deleTransferi novamente o dinheiro arrecadado. Ele já estava sem nada. Vou continuar monitorando até a chegada final dele.Ele não tem palavras para nos agradecer e está emocionado com o apoio recebido.AGRADECEMOS A TODOS QUE COLABORARAM E SE INTERESSARAM PELA LILI.
05/07/2013 10:36, Falei com o Sr.Orlando agora finalmente. Ele está em Ibiraçu-Bahia.Estará chegando na casa dele na próxima terça-feira.Hoje à tarde vou enviar para ele
as doações que recebi até agora. Ele não tem como agradecer a todos e pede a benção de Deus.
Obrigado a todos,

25/06/2013  “Vamos fazer umas contas: Ele está fora a 40 dias. Ele tinha ração da Lily bastante na bagagem e isso eu vi. Sendo assim se ele gasta por exemplo R$ 40,00 por dia para almoçar e jantar e café então agora   que começa uma nova jornada de 700 km faltantes. Vai levar pelo menos 30 dias. Então serão precisos mais R1.200,00 pelo menos.Estou fiscalizando isso com ele e por enquanto está tudo bem . Até o momento somente 2 pessoas no grupo de ajuda . O meu contato  (11) 99933-7849 para quem desejar ajudar. Sérgio Di Sevo  ”

24/06/2013  16:14, Falei com o Sr. Orlando agora. Eles estão em Capitão Leonel já distante 78 km de Montes Claros. Oferecemos para ele passagem de ônibus para completar o restante do percurso e ele recusou.Disse que está tudo bem e vai tirar os 600 km faltantes de “letra”. Falei para ele ligar em caso de problemas. Temos recebido + apoio e ofertas.

Amanhã cedo dia 20/06/2013 vou falar com eles.Eles estarão dentro do banco itaú lá em MOntes Claros. Já investiguei agora. Não é possível enviar ordem de pagamento para retirada no balcão via Bradesco. Consegui no Itaú porque tenho conta. Vou falar com o gerente pessoalmente e pedir para que entregue o dinheiro a ele.Tenho que falar porque o Sr. Orlando está sem o cartão do CPF. Ele tem o número do CPF e carteira de indentidade. Vou interceder para que não haja problemas.Se desejarem ajudar amanhã passo os dados dessa agência.
 19/06/2013 11:21 Acabei de falar com eles. Eles estão em Montes Claros. Agora estão necessitando ajuda porque acabou o dinheiro.Falei para ele ir até um banco que eu vou ligar a tarde para saber o nome do banco e o número da agência. Assim que ele me informar eu  passo.Eu também vou enviar

10/06/2013 11:00h Tenho insistido com ele porém ele ainda não precisa. Disse-me que quando chegar em Montes Claros vai ligar. Ele me disse também que a única coisa que precisou até agora foi a troca de pneus da bicicleta. Qualquer coisa eu te aviso diretamente

09/06/2013  Falei com eles agora 12h. Eles estão a 250 km de Montes Claros. A Lili acabou de almoçar e está dormindo. Estão contentes
 06/06/2013 Conseguei falar novamente com o Sr. Orlando e a Lily. Eles estão em Trovão a caminho de Montes Claros. Ele está muito entusiasmado. Disse que a Lili emagreceu e está adorando o “passeio”. Ela está muito contente e é isso que queremos todos.

03/06/2013 Finalmente consegui falar com o SR. Orlando. Eles estão bem. A Lily está ótima. Eles estão em BH a caminho da Bahia. Ofereci dinheiro. Pedi para ele ir até um banco e me ligar de lá que eu envio a ordem de pagamento para ele.Ele disse que vai fazer isso. Por enquanto está vendendo livros no caminho para conseguir trocados.Reforcei muito para ele me ligar.Se ele ligar aviso vocês e também  para quem quiser enviar ajuda. Ele pede para avisar  todos os amigos 

24/05/2013 Falei com o Sr. Orlando hoje. Eles estão em Poso Alegre rumo a BH. Está tudo bem. Reforcei para que ele me ligue caso necessite de alguma ,coisa

20/05/2013 Acabei de receber ligação da Lily. Eles estão agora em Itapeva-MG.( 125 km de são paulo), faltando ainda 450 km até BH. Está tudo bem.
Falei com eles novamente. Agora estão em Camunducaia. Ele perdeu 3 dias porque ensinaram o caminho errado para ele pela via Dutra ao invés da Fernão Dias
16/05/2013 A Lily está bem. Ele saiu da Alfonso Bovero no sábado dia 11 de Maio depois de se despedir dos amigos e deixar muitas saudades,foi para Guarulhos se despedir de  familiares, e de lá seguiu o rumo dele, desde o dia 15 .Hoje ela está em Mairipora .

Peça para as pessoas ligarem e oferecem apoio e fé para eles, nos números linhas:
tim 9859-43260 e vivo 9419-08477

ps: informações fornecidas por Sérgio Di Sevo

Read Full Post »

 

Proposta prevê que o animal seja levado em “gaiolas” usadas hoje nos aeroportos nacionais

Agência Estado | 07/06/2013 08:26:51

foto somente ilustrativa 

 
aaaaacz

Agência Estado

O transporte de cães e gatos de até 10 kg nos 14 mil ônibus coletivos de São Paulo foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal e deve entrar na pauta de votação na terça-feira, 11. De autoria do governista e líder evangélico David Soares (PSD), a proposta prevê que o animal seja levado em “gaiolas” usadas hoje nos aeroportos nacionais, sem “dejetos, água e alimentos”.

A nova regra tem o apoio de entidades de defesa da proteção animal e dos principais líderes do Legislativo. “A lei é um avanço, mas 10 quilos ainda é muito pouco. Acho que deveria ser permitido para cães maiores. Muitas pessoas na periferia querem socorrer um cachorro e levá-lo até um hospital, mas não conseguem pela falta de opção para transportá-lo”, avalia Anna Soghomonian, da entidade MMSP, uma rede de protetores independentes que atua na Grande São Paulo.

Soares, filho do líder evangélico R.R. Soares, concorda: “A iniciativa beneficia, principalmente, a população de baixa renda que, muitas vezes, não tem condições financeiras de custear o transporte até o posto de vacinação ou mesmo ao veterinário“. Entre as raças de cães que poderão circular nos ônibus, estão yorkshire, poodle, shitszu, dachhund, pug e vira-latas de pequeno porte.

O passageiro terá de apresentar ao motorista a carteira de vacinação em dia do animal que será transportado. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Legislativo avaliou que a proposta tem fundamento jurídico. “A Constituição Federal atribuiu ao município competência para organizar e prestar, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão, os serviços públicos de interesse local”, diz o parecer pela legalidade da nova regra emitido pela CCJ.

De acordo com relatos de usuários de ônibus feitos à Câmara Municipal, muitas pessoas já levam hoje animais domésticos escondidos em sacolas e bolsas nos ônibus. “Eu já levei meu gato no ônibus e até no metrô”, diz a bancária Luciane Seren Franco. Hoje, apenas o cão-guia, usado para auxiliar deficientes visuais, pode entrar nos ônibus e nos vagões do Metrô.

Melhoria
Autor do projeto que criou o primeiro hospital público para cães e gatos, Roberto Tripoli (PV) também elogiou o projeto. “Muitas pessoas já levam seus cães na linha que atende a região perto do hospital público de cães no Tatuapé. Vamos agora discutir a proposta no plenário e analisar com as entidades como aperfeiçoá-la.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Read Full Post »

Encontramos a Clarisse , em 2004  abandonada na rua apinages  com um bilhete   que dizia  …” meu nome é Clarice tenho 6 anos , minha mãe não pode mais ficar comigo porque esta grávida …”   Clarice nov 2012deixamos comida e começamos a procurar um lar temporário , durante uma semana todos os dias passávamos lá e a Clarice aparecia para comer , não conseguimos resgatar no primeiro dia porque era arisca e não confiava em nós ,até que entrou na caixa de transporte e conseguimos  pegar , foi castrada  e vacinada .Mesmo  sabendo que ,estava dentro dos 75% dos animais resgatados da rua que dificilmente seria adotado   por ser  arisca , medrosa e com mais idade. Mas não tínhamos como abandonar a Clarice. Nossa amiga Marcia  se ofereceu para ficar com a Clarice  e cuida Dela melhor do que nósClarice 08-05-13

Clarice – das ruas de São Paulo para uma maison francesa

Quando penso na Clarice sinto vontade de chorar de tanto amor que sinto por ela. Tenho três gatos, todos de rua. Mas a Clarice é a minha rainha! Ela foi minha primeira gata. Está comigo há 9 anos, passamos juntas por momentos bons e alguns bem ruins, por isso ela é minha companheira e tenho um amor especial por ela. Clarice foi abandonada na rua dentro de uma cesta acompanhada por uma cartinha contando que sua dona estava grávida e que por isso não podia mais ficar com ela, muito provavelmente aquela velha história da toxoplasmose… Ficou vários dias no mesmo lugar, provavelmente esperando que sua antiga dona a buscasse. Clarice já era adulta. Talvez por isso e pelo estresse e sofrimento que passou nas ruas, era extremamente brava. Dava medo chegar perto dela. Pra colocar ela na gaiolinha foi assustador, parecia uma jaguatirica. Mas a levei pra casa e com o passar do tempo, com os cuidados e com o amor que ela recebeu aos poucos voltou a confiar nas pessoas. Hoje ela é uma jóia, adora colo, ronrona tão alto que atrapalha a televisão, parece minha sombra, onde vou na casa ou no quintal ela está comigo. Mais parece um cachorro. Quando ela acorda e não sabe onde estou mia de um jeito diferente, meio desesperado, sei que ela quer saber onde estou. Chamo e ela vem correndo toda satisfeita. Hoje tenho absoluta certeza de que quem fala que gato não é companheiro é porque nunca teve um. Clarice abriu as portas para outros gatos na minha vida. Primeiro chegou a Luna, Luna nov 2012 ainda bebezinha, caiu do telhado de uma casa em Perdizes (sua mãe morava nesse telhado). Quebrou o “braço” em dois lugares. Foi cuidada e também tratada com amor e carinho. Quem a vê hoje, caçadora, ágil, subindo e descendo das árvores, pulando em cima dos outros gatos pra brincar, nem imagina que ela teve esse problema tão novinha. Algum tempo depois chegou o Gatucho, siamês lindo. Fui morar num condomínio em Louveira, que era um paraíso para a Clarice e para a Luna, elas tinham muita liberdade lá, muito sol e verde. Não demorou muito passaram a ser visitadas pelo Gatucho. Ele ficava vagando pelo condomínio, às vezes alimentado pelo pessoal da portaria. Óbviamente, comecei a dar comida pra ele e ele foi ficando, ficando, e ficou. Uns três anos depois, em 2012, foi o ano da grande aventura. Mudamos para a França. Preparar a viagem dos gatos teve que ocorrer com bastante antecedência, pois tem toda uma regulamentação a ser obedecida para que os animais entrem na Europa. O primeiro passo foi consultar a página do Consulado Francês em São Paulo para ver as exigências para transportar animais domésticos para lá. Tanta exigência e burocracia envolvendo laboratórios credenciados pela União Européia, Ministério da Agricultura no Brasil, veterinário credenciado, etc. Achei mais fácil contratar uma empresa especializada. Entrei em contato com a Universal Pet Brazil, a qual me foi indicada por uma amiga que meses antes usou os serviços deles para transportar uma cachorra e uma calopsita para a Holanda. É de suma importância começar os procedimentos com antecedência, pois uma das exigências é vacinação anti-rábica e realização posterior de exame veterinário comprovando presença suficiente de anticorpos contra o vírus da raiva. Este exame deve ser feito por um laboratório credenciado pela União Européia, e deve ser realizado com no mínimo três meses de antecedência da data da viagem. Em resumo, os procedimento realizados pela Universal Pet Brazil foram: • Implante de microship padrão ISO; • Análise da documentação dos meus amores (carteira de vacinação, laudos e documentos da França); • Aplicação da vacina anti-rábica; • Orientações sobre exigências relacionadas às caixas de transporte e às normas de transportes de pets das diferentes companhias aéreas. • Exame sorológico dos anti-corpos da raiva em laboratório credenciado (com coleta de sangue realizada no mínimo trinta dias após a vacina anti-rábica); • Consulta pré-embarque, emissão de atestado de saúde específico em inglês e em francês; • Medicamento anti-parasitário interno e externo; • CZI (Documento do Ministério da Agricultura) e • Orientações de viagem. O valor cobrado pela Universal Pet Brazil foi de R$830,00 por gato. Restava ainda a parte relacionada ao voo. Os procedimentos de embarque variam dependendo da empresa aérea. Escolhi viajar de Air France. Quando comprei a minha passagem já avisei que meus queridos viajariam comigo. Paguei US$200,00 por bichano. Comprei as caixas de transporte seguindo os padrões da IATA. Além do aspecto segurança do animal e resistência da caixa, é necessário que o tamanho da caixa permita que o animal fique em pé e possa dar uma volta completa. Devido ao tamanho dos meus peludos, eu poderia optar por trazer um junto comigo na cabine de passageiros. Mas para não ser injusta com nenhum deles e também para evitar estresse ainda maior com possíveis miados, cheirinhos desagradáveis e reclamações de passageiros, optei por trazer os três no compartimento de carga. Comprei as caixas na Cobasi. Comprei ainda três bebedores automáticos de água (na Universal Pet). Tratam-se de bocais adaptados para garrafas pet comuns com uma bolina de metal na ponta. Quando os peludos lambem essa bolinha a água sai. Isso deve ser ensinado para os belezinhas. Eu fiquei vários dias passando atum nessa bolinha e dando para eles lamberem. Outra coisa importante é comprar as caixas de transporte bem antes e deixá-las acessíveis para eles entrarem e saírem delas quando quiserem. E com um mês de antecedência comecei a confiná-los dentro das caixas, sempre associando à hora de comer atum. Coloquei o pratinho com atum dentro das caixas. A cada dois ou três dias fui aumentado o tempo de confinamento. Comecei com 5 minutos e cheguei a deixá-los na caixa até o máximo de duas horas. Como eles se acostumaram com as caixas, os veterinários desaconselharam o uso de tranquilizante (Acepram). A Air France também desaconselha, pois em caso de turbulência o gatinho consegue se proteger em vez de ficar sendo jogado de um lado para outro porque está grogue. Meus lindinhos viajaram bem conscientes e espertos. No dia da viagem arrumei cada caixa com um fraldão, uma tapetinho absorvente (aqueles de banheiro), uma camiseta minha para os bichinhos sentirem meu cheiro e um brinquedinho deles (ratinho, passarinho ou bolinha). Não dei comida. O tempo total de confinamento entre sair de casa, embarcar, viajar, desembarcar e chegar na nova casa em Paris foi de aproximadamente 18 horas. Para esse tempo, os veterinários disseram que eles tinham reservas suficientes e também que era melhor para eles não enjoarem. Acomodamos todos no carro, minha querida sobrinha postiça Fernanda nos levou para o aeroporto de Guarulhos. Lá, a Air France tem um balcão especial para o embarque dos peluchos. Preenchi um formulário com meus dados e com os dados de cada bichano. Entreguei toda a documentação dos bichinhos que foi feita pela Universal Pet. Importante: tudo em cópia, os originais devem ficar com você, sempre. Quando entrei no avião, falei pro comandante: “por favor, eu tenho três filhos no compartimento de carga, cuida bem deles”. Ele me respondeu: “eu sei e a temperatura e pressão já estão controlados para que eles fiquem bem durante todo o voo”. Agradeci. Confesso que foi super estressante pra mim. Pensar neles confinados todo esse tempo, sem entender o que está acontecendo e expostos ao manuseio, barulho, sensações estranhas por causa do voo. Rezei antes, durante e depois do voo, pois ainda tinha medo que eles extraviassem. Quando pousamos eu tive que enfrentar uma fila enorme na alfândega francesa. Demorou bastante. Quando consegui sair na área das esteiras de bagagens enxerguei as caixas de meus fofuchos no cantinho. Alguém os colocou lá, todos juntinhos. Quase chorei de felicidade, o pior já tinha passado. Bom, quando falei com eles foi aquele xororô, aquela miadeira, mas vi que eles estavam bem. Detalhe: sair com três caixas de gato e mais uma mala de roupas minha, tive que usar dois carrinhos de aeroporto…..e como “dirigí-los”?, eu estava sozinha. Pedi ajuda para um agente de aeroporto (tipo policial). Ele gentilmente levou um carrinho até a saída do desembarque. Lá, meu futuro marido nos esperava. No carro eles miaram um pouco, mas estavam mais calmos. Cheguei em casa, soltei a turma toda. Minha maior preocupação era a Clarice por ela ser mais velhinha. Para minha surpresa era a que estava melhor. Bebeu água, comeu, xeretou a casa e depois ficou no sofá.Clarice nov 2012[1] Não acreditei. Já com a Luna e o Gatucho demorou mais para passar o estresse. Eles se enfiaram embaixo da cama, estavam amedrontados. Mas entre o segundo e o terceiro dia já estavam praticamente normais. Ufa! Passou e tudo deu super certo.foto (13) Passados seis meses eles já estão miando em francês! Très chic!

Clarice, Luna e Gatucho encontraram pais que os amam e respeitam. Todos os animais e toda a natureza fazem parte do mesmo universo que os seres humanos. Respeitar os animais e a natureza, assim como cuidar bem deles, é a garantia da existência do futuro para nós os “ditos” seres humanos

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: